Rss

Tid  12 timer 34 minutter

Koordinater 348

Uploaded 8. oktober 2017

Recorded oktober 2017

-
-
1.586 m
838 m
0
1,0
2,0
4,01 km

Vist 408 gange, downloadet 31 gange

tæt på Casa Branca da Serra, Rio de Janeiro (Brazil)

Montanha com trechos alternados de caminhada e escalada. Por seus trechos de caminhada em aclive e escalada, pode ser exigente fisicamente. A orientação pode ser um pouco complicada em determinadas partes, pois não há sinalização e quase nenhuma proteção fixa para orientar a direção durante a escalada. A exposição ao risco é alta, pois há a necessidade de caminhar, escalar e rapelar próximo de abismo. Assim como é preciso escalar trechos com quase nenhuma proteção fixa ou opção de outro tipo de proteção. A ausência de nuvens podem expor ao sol fortemente em diversos trechos.
Trecho A. Aproximadamente 800m de subida em aclive até o lance de artificial.
Trecho B. Lance de artificial em chapeletas emendando no primeiro cabo de aço e seguindo para um segundo cabo de aço. Ambos os cabos possuem proteções fixas.
Trecho C. Trechos alternando cabos de aço curtos e cordas fixas com caminhadas até bifurcação discreta para a leste.
Trecho D. Bifurcação até parada em grampo único (base da via caminho dos deuses), com cordas fixas, caminhadas e uma escalada curta em calha até o platô com a parada.
Trecho E. Parada em grampo único até platô da árvore (base da Maria Cebola), escalando uma calha (ou diedro) exposta com um piton até o platô da árvore.
Trecho F. Variante Maria Cebola até o interior da primeira Chaminé. São três grampos em sequência na saída MC até logo entrar na rampa que leva à entrada da chaminé (tem uma fendinha que permite proteção móvel) e um grampo alto na entrada da chaminé.
Trecho G. Entrada na chaminé até parada em grampo único na sua saída. A chaminé é funda e possui um friso que ajuda a subir até a pedra entalada que tem um grampo para proteger. Depois da pedra sobe-se mais um pouco até o grampo único na saída da chaminé.
Trecho H. Parada em grampo único até lance artificial do cavalinho. Se sai dessa parada e vai entrando na chaminé à frente. Sobe um pouco até dominar o bloquinho de pedra para poder subi-lo e passar para o platô de frente ao grampo para fazer o cavalinho.
Trecho I. Cavalinho até base da Chaminé do Passo do Gigante. O cavalinho é uma parede lisa com um grampo para clipar estribo, ganhar um pouco de altura, alcançar a borda superior dessa parede lisa e fazer o domínio para subir no platôzinho após o lance. Do platô se entra na chaminé, que também tem um frio que permite ir subindo em diagonal até chegar na base da chaminé do passo do gigante.
Trecho J. Chaminé do passo do gigante até grampo único perto da escadinha. Chaminé curta que emenda numa rampinha com teto em cima e segue por uma fendinha fina até chegar no platô com o grampo único. Tem como usar nut pequeno nessa chaminé, já que não há proteção alguma.
Escadinha e cume. Depois do grampo único é só subir a escada até o cume.
Descida. Descer a rampinha ao lado direito da escadinha (tem uma argola, caso não queira descer sem seg) até uma parada dupla com grampos.
1º rapel de descida da Teixeira. Positivo, terminando em platô. Rapelar até achar a próxima PARADA DUPLA (tem um grampo único antes dessa parada que não é ideal para montar o 2º rapel).
2º rapel de descida da teixeira. Descida em negativo, terminando em platô grande, mas à beira do abismo.
3º rapel de descida da teixeira. Caminhar breve até um grampo único numa parede (acessível após passar por baixo duma pedra redonda pequena). Rapel em grampo único e positivo que termina em outro platô.
Trecho de descida em cabos de aço. Depois dos 3 rapeis, tem uns 3 ou 4 cabos de aço curtos para descer.
Trecho de Rapel até o colo entre teixeira e dedinhos. Depois dos cabos, tem um rapel curto numa paredinha pequena (tem uns grampos nessa parede). Ai se chega no colo entre a teixeira e os dedinhos.
Descida em cabos de aço curtos e cordas fixas até Parada dupla próxima dos cabos de aço iniciais. Uma descida em trilha alternando cabos de aço e cordas fixas em lances curtos. Até chegar a uma parada dupla (bem próxima dos cabos iniciais que possuem chapeletas para proteger).
1º rapel do fim. Da parada dupla dá pra rapelar até o tetinho (onde termina o primeiro cabo de aço com chapeletas).
2º rapel do fim. Rapel em grampo único até a base do artificial. Só mandar esse último rapel e descer a trilha até o asfalto.
Entrada para a trilha perto do bueiro
Laca
A direita
Dedo
Chapeletas para lance artificial
Plato do inicio do sefundo lance de cabo
Plato com parada em arvore.
3 lance de cabo parada dupla
Sequencia Cabo fe aço trepa pedra
Bifurcação dedo e dedinhos
Pano escalavradi
2o rapel
3o rapel mato
5o rapel mato
6o rapel mato
Primeira chaminé
Foto da última chaminé
1o rapel cabo
Termino ralel

2 kommentarer

  • Foto af gvogetta

    gvogetta 20-03-2018

    Melhor seria classificar como escalada esta track, bem como indicar a graduação das vias. Abraço!

  • Foto af Rss

    Rss 20-03-2018

    É uma caminhada com escalada. Quem escala sabe a graduação. Quem não escala não deve se arriscar. Abraço.

You can or this trail